Murderous Pursuits é uma volta ao modo online de Assassin’s Creed. Tal qual o modo lançado na franquia da Ubisoft, do Brotherhood até Black Flag, em Murderous Pursuits o jogador precisa matar seus alvos o mais secretamente possível e dessa forma conquistar mais pontos enquanto evita ao máximo ser morto.

A mecânica e a ideia são bem simples e quem jogou o modo online do Assassin’s Creed vai se identificar rapidamente. É praticamente a mesma base a ponto de até as habilidades serem parecidas e funcionarem da mesma forma.

Ainda sim,  graças a não tentar fazer algo novo e apenas seguir fielmente diversas ferramentas já bem feitas, Murderous Pursuits acaba sendo mais uma prova do que um prato principal. É fácil começar a jogar uma partida nele e ter mais vontade de voltar aos antigos Assassin’s Creed’s do que continuar uma segunda partida, pois mesmo que Murderous Pursuits seja bem feito, ele não entende parte da diversão do online do game da Ubisoft.

Além de personagens pouco carismáticos o jogo é extremamente lento e limitado. Murderous Pursuits tem apenas dois modos com poucas diferenças, sendo um deles liberado a pouco tempo,e a forma de se defender ou matar são poucas.

Como basta andar até encontrar seu alvo, o game se limita a assassinar ele sem correr para ganhar mais pontos ou perceber alguém que queira lhe assassinar e impedir isso de acontecer. A falta de parkour e interações com o cenário, acabam fazendo falta justamente por quão simples as mecânicas ficam sem eles.

São problemas que poderiam ser completamente ignorados se o jogo tentasse algo novo. A partir do momento que todo o sistema do game é claramente inspirado e até retirado de Assassin’s Creed, fica impossível não comparar e perceber como ele não funciona muito bem sem o que foi retirado.

Graças ao Parkour de Assassin’s Creed, os jogadores precisavam se preocupar com com ataques de cima enquanto quem estava em cima precisava se preocupar em não ser visto. Com as interações do cenário, jogadores podiam fugir e fechar portões ou se esconder tanto para matar um alvo quanto para evitar ser encontrado.

Nada disso, ou algo parecido acontecem em Murderous Pursuits. Para vencer, basta andar até encontrar o alvo e tentar matar sem ser descoberto. O mínimo de aprofundamento nele está em ficar em áreas com NPC’s -da mesma forma que em AC, porém mais vazio- e o fato de poder pegar armas pelo mapa. A única diferença das armas é a pontuação que vão dar, pois até mesmo com uma pistola é preciso estar tão perto quanto o necessário com um soco inglês.

Murderous Pursuits é simples a ponto de parecer inacabado e fica claro que sua desenvolvedora, Blazing Griffin não entende bem o motivo do estilo ser divertido em Assassin’s Creed. Acaba que o novo game da empresa dá a impressão de que falta algo e nunca diverte ou emociona. O nervosismo e as emoções de caçar outro jogador é inexistente e fazem com que valha mais a pena comprar Assassin’s Creed Black Flag de 2013 para jogar online, do que Murderous Pursuits lançado esse ano.

Está análise foi feita em base de uma cópia cedida pela assessoria da desenvolvedora. 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *